A ADoP participou num Webinar da ITA intitulado “Medications, Supplements, TUEs and the Prohibited list”

A ADoP esteve representada pelo Diretor Executivo, Dr. António Júlio Nunes, pela Responsável pelo Sistema de Localização, Dra. Sofia Neves e pelo Responsável pelo Programa de Educação, Dr. Carlos Santos no Webinar realizado pela International Testing Agency (ITA)

16 de junho de 2020

A ADoP esteve representada pelo Diretor Executivo, Dr. António Júlio Nunes, pela Responsável pelo Sistema de Localização, Dra. Sofia Neves e pelo Responsável pelo Programa de Educação, Dr. Carlos Santos, no Webinar realizado pela ITA, onde foram abordados vários tópicos relacionados com os cuidados que os praticantes desportivos deverão ter na administração de medicamentos ou suplementos bem como na solicitação de uma Autorização de Utilização Terapêutica (AUT). 

Foram preletores neste Webinar, a o farmacêutico, Mark Stuart, a médica de medicina desportiva, Margo Mountjoy e o ex-jogador profissional de futebol australiano, Eric Mackenzie. Foi moderadora da sessão a gestora do Programa de Educação da ITA, Olya Abasolo. 

Mark Stuart realçou o facto da lista de substâncias proibidas referir cerca de 200 substâncias o que obriga a um cuidado muito significativo por parte dos praticantes desportivos, visto que algumas são sempre proibidas, outras são proibidas somente em competição e um terceiro grupo só são proibidas em alguns desportos. Alertou também para a situação vivida com os suplementos, a qual é muito perigosa para os praticantes desportivos visto que por vezes as composições químicas que constam nas etiquetas não correspondem ao produto no interior da embalagem e ainda para as diferenças significativas nas regras de produção daqueles produtos. 

Eric Mackenzie, na sua qualidade de ex-jogador profissional de futebol australiano aproveitou para transmitir a sua experiência pessoal, nomeadamente no que se refere às lesões sofridas e necessidade de recorrer a alguns fármacos com substâncias que constavam da lista e outros fármacos inovadores, por exemplo com produtos habitualmente utilizados em animais. Deixou como conselhos o de não se tomar nada porque os outros tomam e consultar sempre o médico antes de tomar qualquer medicamento. 

Finalmente Margo Mountjoy abordou a questão das TUEs, ou seja Autorizações de Utilização Terapêutica – AUT referindo o que são, porque existem, quem está sujeito a elas, quando se devem solicitar e como se devem solicitar. Por fim deixou os seguintes conselhos: 

- Avisar o médico da sua condição de praticante desportivo;

- No formulário do Controlo de Doping, se for o caso,  referir que tem uma AUT;

- Manter um ficheiro médico individual atualizado.

 

TUE - ITA

Todas as notícias